30 de ago de 2010

Espelta malandrinha de peixe e marisco


Malandrinha e puxadinha!| Com piri-piri! Ando constipada...e ao menos soube a alguma coisa!

É rápido e saudável! Basta tirar os peixinhos e afins do congelador de manhã e colocar a espelta de molho em água na noite anterior.

Rende: 3 porções
Calorias: 270 kcal
Tempo: 20 minutos para cozer a espelta + 15 minutos de manobras

Ingredientes
  • uma posta boa de peixe (uns 200 g)
  • meia chávena de miolo de camarão
  • meia chávena de miolo de mexilhão
  • 3 camarões tigre
  • meia cebola
  • 5 dentes de alho
  • folha de louro, piri-piri, sal
  • polpa de tomate
  • massa de pimento
  • meio pimento vermelho
  • 5 g azeite
  • 5 g manteiga magra
  • ramo de salsa
  • 2 copinhos da bimby de vinho branco
Preparação:
  1. De manhã. quando me estava a despachar: cozi a espelta (20 minutos com o triplo da água; temperatura varoma, velocidade 1), e ao mesmo tempo, na Varoma, cozi o peixe e marisco ao vapor.
  2. Ao fim da tarde foi só: colocar a cebola e o alho e programar velocidade 4.
  3. Adicionar o azeite e o louro. Refogar 5 minutos, velocidade 1,5, temperatura varoma.
  4. Adicionar o pimento, a polpa de tomate, massa de pimentão, vinho, temperar com sal, piri-piri. Refogar 5 minutos, velocidade 1,5, temperatura varoma.
  5. Adicionar a espelta cozida, o peixe partido aos pedaços, o marisco. Cozinhar 7 minutos, temperatura varoma, velocidade 1, colher inversa. Colocar na varoma o camarão tigre.
  6. Rectificar temperos, adicionar a manteiga e metade da salsa picada. Cozinhar 3 minutos, velocidade 1, colher inversa, temperatura varoma. O camarão tigre continua na varoma.
  7. Transferir para tacinhas pequenas, decorar com o camarão tigre (parti ao meio) e uma tostinha e salpicar com a restante salsa picada.
Se faltar líquido adicionem água quente, a meio da cozedura! Acho que ficou muito bem assim malandrinho, comido com colher!

Bom jantar!

27 de ago de 2010

Crepes de camarão e mexilhões


A massa que usei foi a receita o Fórum dos bimbólicos, que é simples e fácil e rende uns 7 ou 8 crepes médios. Aguenta um mês no congelador, desde que se "fritem" os crepes e se separem as folhas com película aderente ou papel de alumínio. O recheio foi super simples e rápido! É ideal para um almoço às 3 pancadas.

Rende: 1 porção
Calorias: 380 kcal
Tempo: 20 minutos

Ingredientes:
  • 80 g miolo de camarão
  • 80 g miolo de mexilhão
  • 5 dentes de alho
  • 1 colher de chá de azeite
  • 1 colher de chá de manteiga magra
  • sal, pimenta, noz moscada, salsa, folha de louro, sumo de meio limão
  • 3 colheres de sopa de leite magro
  • 1 colher de sopa de creme de preparado de creme de marisco (usei da Knorr)
  • massa de crepes
  • óleo para untar a forma
  • mistura de pão ralado, queijo em pó e orégãos (que fiz na Bimby e dá para umas semanas)
Procedimento:
  1. Azeite e manteiga numa frigideira, fritar os dentes de alho laminados com a folha de louro.
  2. Juntar os camarões e o miolo de mexilhão. Temperar com sal, pimenta, noz moscada, sumo de limão, salsa. Deixar cozinhar.
  3. Quando estiverem bem passados, juntar a colher de sopa do creme de marisco e o leite. Mexer, em lume baixo, envolver tudo e apagar o lume quando estiver um creme grosso. Reservar.
  4. Lavar a frigideira, untar com óleo (com um guarnadapo), deixar aquecer bem no lume. Colocar uma colherada de massa, fazê-la preencher a base da frigideira. Quando o crepe estiver a ficar castanhinho nos bordos é só vira-lo com as mãos (para iniciantes) ou manobrando a frigideira (para os avançados!).
  5. Dispor o crepe numa superfície lisa, colocar o recheio numa das pontas, enrolar com cuidado.
  6. Colocá-lo num recipiente refractário, cobrir com a mistura de pão, queijo e orégãos em pó e vai a forno alto (uns 220º) pré-aquecido uns 10 minutos.
  7. Retirei do forno, transferi para um prato e decorei com parte do recheio que sobrou.
Uma sopa de espinafres, uma salada fresca e uma limochada de chá Rooibos (sumo de limão + adoçante + chá Rooibos, com o qual me apaixonei nestes últimos dias) e temos um almoço rápido!

24 de ago de 2010

Dias cor de rosa: Penne integral com camarão e palitos de beterraba avinagrados

Aqui está uma sugestão de utilização dos pickles de beterraba! Foi um almoço rápido e saudável...completo também!

Rendimento
:1 dose
Calorias: 390 kcal
Tempo
: 20 minutos

Ingredientes:
  • 50 g penne integral
  • 100 g de gambas descongeladas
  • 1 queijo fresco magro
  • 3 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • 1 colher de sopa mal cheia de manteiga magra
  • orégãos
  • pimenta, noz moscada e sal
  • Pickles de beterraba
  • Paté de beterraba para decorar
  • Sumo de meio limão
Procedimento
  1. Cozer o penne al dente. Escorrer, passar por água fria (baixa o índice glicémico) e reservar.
  2. Numa frigideira, derreter a manteiga com a folha de louro. Adicionar os camarões e tempera com sal, pimenta e noz moscada. Regar com o sumo de limão.
  3. Adicionar o queijo fresco cortado aos cubos grandes. Deixar cozinhar um pouco, virando o camarão e o queijo com uma colher.
  4. Quando estiverem bem passados e coradinhos, reservar.
  5. No restante molho que ficou na frigideira, saltear a massa.
  6. Dispor num prato a massa, duas colheradas grandes de pickles de beterraba, o camarão por cima. Salpicar com orégãos e enfeitar com o paté de beterraba.
Bonito, pelo menos! Bom também estava!

Dias cor-de-rosa: Bolachas crocantes de bauni-raba


Bauni-raba, que é como quem diz baunilha e beterraba!

Hoje foram bolachas! Andei à procura na net e apareceu-me
este site. Procurei vários, mas estas pareceram-me melhores. Fiz algumas alterações. Para a próxima, para ficarem mais rosadas, como estão na foto desse site, ponho mais beterraba. Mas para ir tomando o gosto foi uma boa maneira de iniciar!

Ficaram muito boas, estaladiças, com uma consistências semelhante aos Costas. Mais uma vez, ninguém adivinha que são de beterraba!! O sabor a baunilha ficou muito bem...acho que liga bem com a beterraba! Por isso, não esquecer da essência de baunilha!

Ingredientes
  • 4 colheres de sopa de beterraba ralada
  • 2 ovos
  • 8 colheres de sopa de açúcar
  • 4 colheres de sopa de manteiga à temperatura ambiente
  • 1 pitadinha de sal
  • 6 gotinhas de essência de baunilha
  • uma chávena de farinha
  • meia colher de café de fermento (muito muito pouco, mesmo!)
Procedimento
  1. Triturar metade da beterraba, para ficarem umas partes maiores do que as outras.
  2. Misturar tudo no liquidificador (ou bimby) à excepção do fermento e da essência de baunilha. (Velocidade 4 bimby)
  3. Juntar o fermento e essência de baunilha e mexer (velocidade 2 bimby).
  4. Num tabuleiro com papel vegetal colocar colheradas de massa (experimentei o dispara-biscoitos mas ainda não sou entendida no assunto...não ficaram feias mas também não ficaram muito bonitas!)
  5. Vai ao forno (190º, pré-aquecido) até ficarem douradas.
  6. Retirar do forno, deixar arrefecer uns 10 minutos ainda no tabuleiro. Dispor numa travessa ou numa grelha até arrefecerem e arrumar num frasco bem vedado depois.
Siga a banda do desafio cor-de-rosa!

Dias cor-de-rosa: Pickles de beterraba


Esta é uma aldrabice minha, juntando a beterraba cozida que a minha mãe costuma fazer com algumas receitas que vi pela blogosfera. Pickled beet é o nome. Trata-se de uma conserva de beterraba que se aguenta uns dias, poucos, uma semana por aí, no frigorífico. Depende, também, da quantidade de vinagre e açúcar que usarem. Não usei muito_ a minha intenção era que tivesse um sabor suave e que se coma, no fundo!
Eu adoro! Cá em casa faz-se com beterraba ralada grossa mas eu prefiro assim às fatias, cubos, palitos, ...pedaços maiores! A minha mãe usa para por nas saladas...mas eu também a uso como acompanhamento...com arroz, massa, nos refogados de peixe...


Mais uma vez, caprichei nos temperos: louro com fartura, alho com fartura, pimenta com fartura, cebola...


Tempo: duas horas

Rendimento: uma tupperware grandita para a semana


Ingredientes:
  • 5 beterrabas médias
  • 2 cebolas
  • 1 cabeça de alhos
  • 4 folhas de louro
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • pimenta de moinho
  • noz moscada de moinho
  • sal
  • 2 cravinhos inteiros (não tinha!)
  • 3 dl de vinagre
Preparação:
  1. Arranjar as beterrabas: lavar descascar e cortar em metades.
  2. Tacho ao lume. Quando a água ferver adicionar as beterrabas em metades e deixar ferver uns 7 minutos.
  3. Baixar o lume, retirar a beterraba com uma escumadeira e cortá-la aos palitos grossos numa tábua. Voltar a colocá-la no tacho juntamente com o louro.
  4. Descascar os dentes de alho e cortá-los às rodelas grosseiras. Descascar a cebola e cortá-la em meias luas. Colocar no tacho.
  5. Temperar: 3 dl de vinagre, 2 colheres de azeite, 2 colheres de açúcar, pimenta de moinho a gosto, noz moscada, os cravinhos.
  6. Deixar cozer em lume brando, deixando evaporar boa parte do líquido. A minha ficou a cozer durante umas boas duas horas, sempre em lume brando.
  7. Quando os sabores estiverem bem impregnados na beterraba e o líquido tiver evaporado boa parte dele, retirar do lume e transferir para uma tupperware.
  8. Deixar arrefecer e, depois, frigorífico com ela!

23 de ago de 2010

Dias cor-de-rosa: Queques de chocobeterraba



No desafio cor-de-rosa,consultei alguns blogs com receitas de bolos de beterraba e chocolate. Fiz uma adaptação desta receita, que encontrei no blog Kafka na Praia. Ingredientes:
  • 100 g de farinha
  • 120 g de açúcar
  • 80 g de óleo
  • 20 g chocolate em pó
  • 20 g leite
  • 3 ovos
  • 1 colher de chá de fermento
  • 180 g beterraba bem triturada
  • Decoração: Topping de chocolate (aquecer chocolate em pó com margarina e um pouco de leite, a olhómetro); formiguinhas coloridas
Procedimento
  1. Colocar no liquidificador tudo menos a farinha, o açúcar, o chocolate e o fermento. Envolver. (velocidade 4 bimby)
  2. Juntar a farinha, o açúcar e o chocolate. Envolver. (velocidade 4 bimby)
  3. Adicionar o fermento e envolver. (velocidade 2 bimby)
  4. Untar forminhas com margarina e farinha. Vai ao forno médio pré-aquecido uns 40 minutos até ficarem cozidos.
  5. Desenformar de imediato. Quando estiverem mornos ou frios, regar com um pouco de molho de chocolate e salpicar com formiguinhas coloridas.
De beterraba têm pouco, vão por mim. Claro que não disse o ingrediente secreto...e a verdade é que se comeram todos!!

Dias cor-de-rosa: Paté de beterraba


Temos montes de beterrabas na horta...
Eu cá gosto muito de beterraba, desde que elegantemente disfarçada! Admito que me sabe um pouco a terra...mas o truque é combina-la com os ingredientes certos ou cozinha-la bem temperada.

Além do sabor tem uma cor gira! Faz pratos vibrantes! E ainda melhor que isto...boas propriedades é o que não lhe falta. Eu cá aprecio-lhe mais o alto conteúdo em ferro e os açúcares, ao mesmo tempo que é pouco calórica.

Vou ver se faço umas receitinhas com beterrabas...Hoje comecei por um creme para barrar. Um paté, vá. Quem tiver outras sugestões de nomes que se chegue à frente!!

Rende: 3 porções valentes, que chegam para uma torrada grande
Calorias: 90 kcal por porção
Tempo: 3 minutos

Ingredientes:
  • 1 beterraba
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de queijo creme light
  • 1 colher de sopa de maionese
  • 1 iogurte natural magro
  • sal fino, pimenta, noz moscada
  • um quarto de colher de café de cravinho em pó
  • orégãos secos a gosto
Procedimento
  1. Num trituradora (ou bimby) colocar a beterraba cortada aos pedaços e o alho e triturar (ou dar uns 5 toques de turbo).
  2. Juntar o iogurte, maionese e queijo. Envolver. (ou mexer na velocidade 3).
  3. Temperar com sal, pimenta, noz moscada e cravinho. Juntar os orégãos no final.
  4. Torrar pão, parti-lo aos pedaços e servir o paté com as torradinhas.
Apetecível?

19 de ago de 2010

Bolo de cenoura com chocolate


Hoje houve noitada cá em casa. E desta vez a hipótese escolhida foi um bolo rápido e guloso, com chocolate. A Bimby nestas coisas dá um jeitão...e foi mesmo bimbando que saiu este bolinho, do qual sobraram duas míseras, pequenas, envergonhadas fatias.

Tirei a receita do livro "Receitas Essenciais" da Bimby.

Ingredientes:
Bolo:
  • 250 g cenouras
  • 4 ovos
  • 110 g óleo
  • 220 g farinha
  • 300 g açúcar
  • 1 colher sopa de fermento em pó
Cobertura:
  • 40 g margarina
  • 70 g açúca
  • 40 g chocolate em pó
  • 40 g leite
Preparação (Bimby)
  1. Ralar cenoura: 15 segundos, velocidade 9
  2. Juntar óleo, ovos e açúcar. 1 minuto, velocidade 6.
  3. Juntar farinha e fermento. 15 segundos, velocidade 3.
  4. Verter a massa num tabuleiro untado com margarina e polvilhado com farinha e vai a forno médio até cozer (cerca de 40 minutos).
  5. Desenformar, colocar em travessas cortado em quadrados e esperar que arrefeça.
  6. Tratar da cobertura: tudo para dentro da Bimby. 8 minutos, varoma, velocidade 2. Verter a calda sobre as fatias.
Preparação (a la mano)
  1. Misturar tudo (ovos com açúcar, óleo, cenoura ralada, farinha e fermento).
  2. Verter a massa num tabuleiro untado com margarina e polvilhado com farinha e vai a forno médio até cozer (cerca de 40 minutos).
  3. Desenformar, colocar em travessas cortado em quadrados e esperar que arrefeça.
  4. Tratar da cobertura: numa frigideira colocar todos os ingredientes e vai-se envolvendo à medida que a margarina derrete.
Simples e muitaaaaaa bom!
Já há quem diga que cá em casa os bolos têm um defeito: estão sempre estragados! ;)

18 de ago de 2010

Rolinhos de maruca e espargos em cama de reis



Convém dizer que os reis são o tomate e o pimento! É o que está a sair mais da horta, agora!

Ora portantos...comprei um molhinho de espargos. E fui buscar uns filetes congelados que tinha aqui, andei a chafurdar no presunto e a tirar-lhe umas lasquinhas, fui apanhar o belo do tomate e do pimento...e saiu-me isto!

Ingredientes:
  • 3 filetes de maruca congelados grandinhos
  • limão, pimenta, sal
  • presunto (umas lasquinhas)
  • 2 pimentos vermelhos
  • 5 tomates chucha bem rijinhos e vermelhinhos
  • 5 dentes de alho
  • azeite
  • 1 molho de espargos
  • folha de louro
  • vinagre balsâmico para borrifar
  • orégãos
  • fio de cozinha
Procedimento
  1. Descongelar os filetes. Deixar a marinar em sumo de limão, pimenta e sal.
  2. Lavar um pimento. Cortar pedaços grandes e tirar-lhe a pele com uma faca afiada. Juntar à marinada.
  3. Arranjar os espargos: cortar as partes fibrosas dos talos e pelar a parte de baixo. Atar com o fio e vai a cozer, na posição vertical, num tachinho pequeno. Não é preciso cobrir com água até acima. As cabeças cozem no vapor.
  4. Montar os rolinhos: se necessário, cortar os filetes ao meio. Dispo-los numa tábua, sobrepor o pedaço de pimento, o presunto. Enrolar e atar com fio de cozinha.
  5. No wok, colocar azeite a aquecer. Dar uma pancada com a faca nos dentes de alho, pelá-los e juntar ao azeite, juntamente coma folha de louro. Cortar o outro pimento em tiras finas. Juntar ao azeite. Cortar o tomate em fatias longitudinais e juntar. Manobrar o wok, temperar com sal e orégãos. Quando estiver bem passado, dispor num tabuleiro.
  6. Na restante gordura do wok, corar um pouco os rolinhos. Basta subir o lume, deixá-los estar no wok uns segundos e virá-los de seguida. Borrifar com vinagre balsâmico.
  7. Dispor os rolinhos sobre a camada de pimentos e tomate. Borrifar com vinagre balsâmico. Vai a forno médio pré-aquecido até ficar douradinho.
Bom apetite!

16 de ago de 2010

Rissóis de legumes no forno


Hoje estreei-me nos rissóis! Temos umas maquinetas que parecem umas dentaduras para cortar e rechear. Depois de alguns que saíram mais fanhosos, apanhei-lhe o jeito! Breve repito!!


Rende: 15 rissóis
Calorias: 130 kcal cada
Tempo: 30 minutos de Bimby + 40 minutos de forno

Ingredientes massa:
  • 250 g farinha
  • 250 g água
  • sal
  • 35 g margarina

Ingredientes recheio:

  • 1 quarto couve lombarda em juliana
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • pimenta
  • cravinho em pó
  • 200 g feijão branco
  • 2 chávenas rebentos de soja
  • 1 quarto de pimento vermelho
  • 1 cenoura ralada
  • 10 g de manteiga magra
  • 2 gemas
  • 1 ovo para pincelar
  • sementes de linhaça para decorar
  • vinho branco

Procedimento:

  1. Água, sal e margarina na bimby. 10 minutos, 100º, velocidade 1.
  2. Adicionar a farinha. 50 segundos, velocidade 4.
  3. Fazer uma bola de massa numa superfície enfarinhada. Estender com o rolo.
  4. Cebola e alho na bimby. Dar uns toques de turbo para triturar.
  5. Adicionar a manteiga e refogar 2 minutos, temperatura varoma, velocidade 2.
  6. Juntar a couve em juliana, a cenoura ralada, o pimento em cubinhos e o vinho. Temperar. 10 minutos, temperatura varoma, velocidade 4.
  7. Rectificar os temperos. Juntar o feijão branco e deixar em velocidade 1,5, colher inversa, temperatura varoma.
  8. Passados uns 3 minutos e sempre com a bimby a trabalhar, tirar o copinho e adicionar as duas gemas batidas, em fio, pelo buraco. Deixar na mesma velocidade uns 2 minutos.
  9. Cortar os rissóis, rechear, pincelar com ovo batido, decorar com sementes de linhaça e vai a forno médio pré-aquecido num tabuleiro sobre papel vegetal durante uns 40 minutos ou até ficarem dourados e estaladiços.



Se tiverem uma geringonça destas, isto tem truque.

Convém calcar os bordos da rodela de massa em direcção aos bordos da geringonça (porque senão quando fecham a maquineta, a massa encolhe e foge da forminha).

Outra dica é não colocarem demasiado recheio.

Para a próxima congelo uns quantos, para assar em alturas mais atribuladas.

Com uma saladinha não marcharam nada mal!!

13 de ago de 2010

Medalhinhas de massa coloridas

Em casa dos papás, numa tentativa de fuga ao arroz do costume, saiu-me isto! Já estava avisada de comprar cogumelos para um arrozinho de legumes...mas dei de caras com esta massa (que há-de ter um nome...mas chamemos-lhe medalhas!). São discos coloridos recortados com flores embutidas. Um bocadinho maricas mas faz um prato bonito.
Os tomatinhos-cereja foram os primeiros 15 aqui do nosso tomateiro, à espera numa taça, intocáveis, no frigorífico. O pimento também é cá dos nossos, o alho o mesmo, o azeite é da terra...eu gosto é disto!!!
Rende: 6 porçõezinhas...4 porçõezonas (foi o caso)
Calorias: 200 kcal (zinhas)
Tempo: 30 minutos
Ingredientes:
  • 280 g massa
  • 1 cenoura
  • 10 tomates-cereja
  • meio pimento vermelho
  • 5 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de vaqueiro alho
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 folha grande de louro
  • 1 malagueta fresca pequenina
  • orégãos
  • sal
  • meia embalagem de cogumelos frescos
  • Vinagre balsâmico em spray.

Preparação:

  • Dar uma fervura às cenouras num tacho. Cozer a massa al dente com sal noutro.
  • Enquanto cozem: lavar e laminar os cogumelos. Lavar e cortar os pimentos aos cubos. Laminar o alho. Limpar a malagueta de sementes.
  • Escorrida a massa (e passada por água fria) e as cenouras, e estando todos os ingredientes separados, aquece-se o wok.
  • Colocar o azeite e a margarina. Juntar o alho, o louro e a malagueta aberta. Deixar fritar um pouco. Retira-se a malagueta.
  • Juntar a cenoura e o pimento. Manobrar o wok até o pimento ficar mais mole.
  • Juntar os cogumelos. Manobrar bem o wok. Vai-se borrifando com vinagre balsâmico para não secar muito. Provar os temperos. Rectificar o sal se necessário.
  • Vai-se juntando a massa aos poucos, sempre a mexer o wok. Borrifar com mais vinagre se for preciso.
  • No final, salpicar de orégãos e está pronto a servir!

Se fizerem esta massa, aconselho a reservarem num recipiente com água. A minha colou-se toda e tive de a separar à mão!

12 de ago de 2010

Mousse de pêssego e banana com folhinhas de hortelã


Vi esta receita num daqueles folhetos do Pingo Doce. É que tenho andado a recolher receitas de sobremesas fresquinhas e leves e esta mousse vem de encontro ao que eu procurava_ nem natas, nem leite condensado, nem demasiado açúcar. E pareceu-me bem!

A receita original leva dois pêssegos, mas como é habitual, o que não falta cá em casa são bananas a estragarem-se!

Rende: 5 porções
Calorias: 80 kcal cada
Tempo: 5 minutos
Ingredientes:
  • 1 pêssego grande
  • 1 banana
  • 4 iogurtes naturais magros
  • um ramo de hortelã
  • 2 claras de ovo
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • adoçante (até estar suficientemente doce)
  • 4 folhas de gelatina

Preparação


  1. Demolhar a gelatina em água fria
  2. Descascar o pêssego e cortar aos bocadinhos para o copo da bimby (ou da varinha mágica.
  3. Adicionar as folhas de hortelã lavadas e os iogurtes.
  4. Triturar (ou dar 2 toques de turbo e triturar na velocidade 4).
  5. Escorrer a gelatina e derreter no microondas: 15 segundos na potência máxima.
  6. Juntar a gelatina ao preparado anterior.
  7. Bater as claras em castelo e juntar, no final, o açúcar. Bater novamente. Na Bimby: transferir o preparado para um recipiente; lavar e secar bem a bimby; verter as claras e tapar com tampa e copo; programar 2 minutos velocidade 4 e tirar o copinho; juntar o açúcar; bater mais um pouco.
  8. Envolver cuidadosamente as claras em castelo ao preparado. Distribuir pelas tacinhas. Vai ao frigorífico umas horas.

No final é decorar com fatias de pêssego e folhinhas de hortelã! Mais fresco e rápido é impossível!

11 de ago de 2010

Cató's Coca-Cola Summer Cake ®



Hoje houve pool party cá em casa! E é nestas alturas que, das três uma:

1) Ou faço um bolo de chocolate (quando toda a gente gosta)
2) Ou faço um bolo de cenoura (quando há bem-aventurados que não gostam de chocolate)
3) Ou experimento receitas novas que cá em casa talvez não fossem do agrado destas bocas primorosas. Porque mais coisa menos coisa, a fome é lixada! (e come-se tudo, portanto!)
Hoje foi a terceira opção. Vi a receita de um bolo de coca-cola numa revista (Receitas Caseiras Extra, n.º 5) e decidi pôr as mãos à obra!

Ingredientes:

  • 1 lata de coca-cola
  • 2 chávenas de farinha
  • 1 chávena de farinha maizena
  • 1 colher de sobremesa de fermento
  • 2 chávenas de açúcar
  • 1 colher de sopa de chocolate em pó
  • 4 ovos
  • 1 chávena de margarina derretida
  • Cobertura: 1 lata de leite condensado + 100 g de côco (usei menos e barrei só a parte de cima)
  • Untar a forma: margarina e farinha

Procedimento (Bimby):

  1. Tudo lá para dentro excepto as farinhas. Envolver na velocidade 3.
  2. Adicionar as farinhas. Envolver na velocidade 4 até ficar homogéneo.
  3. Untar uma forma (redonda, com ou sem buraco) com margarina e farinha.
  4. Verter a massa. Vai ao forno médio pré-aquecido uns 40 minutos, até espetar uma faca e esta vir limpa.

Procedimento (a la mano):

  1. Tudo no liquidificador excepto as farinhas.
  2. Adicionar as farinhas e bater até ficar homogéneo.
  3. Untar uma forma (redonda, com ou sem buraco) com margarina e farinha.
  4. Verter a massa. Vai a forno médio pré-aquecido uns 40 minutos, até espetar a faca e esta vir limpa.

Cobertura:

  1. Desenformar assim que o bolo esteja cozido.
  2. Verter a lata de leite condensado, de forma a cobrir todo o bolo.
  3. Eu coloquei coco só por cima e no leite condensado que ficou no prato. (Gastei menos de 100 g...mas eu não sou grande artista com coberturas!).

Não sabe a coca-cola, na minha opinião. E é doce! É o que interessa!

Foi bem recebido!

10 de ago de 2010

Bife de atum de cebolada no forno com batatinhas e macedónia de legumes



Ainda na onda das perguntas difíceis: _ Peixe ou carne? _ Caaaaaaaaaaaaarne! _ Humpft! E se for atum? _ Pode ser! E lá foi a Catarina à procura de uns bifes de atum que fossem...aprazíveis! Ainda pensei grelhá-lo, mas era uma postazorra de quase 1 quilo e depois não me entendia com o grelhador que tinha (cozinhar em cozinha alheia é o que dá!). Por isso, e como não está calor nenhum, liguei o forno! E aqui invento um novo conceito: cozinha com sauna incorporada! Rende: 4 porções Calorias: 350 kcal cada Tempo: 1 hora e pouco Ingredientes:

  • Bife de atum (uns 800 g)
  • batatinhas para assar (umas 15 pequeninas)
  • Macedónia de legumes pré-cozinhados congelada (350 g)
  • 2 tomates maduros
  • 2 cebolas
  • 2 dentes de alho
  • 2 colheres de sopa de oregãos
  • pimenta, nos moscada, sal, louro
  • vinho branco
  • meio pimento encarnado
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • sumo de um limão

Preparação:


  1. Ligar o forno nos 180º.
  2. Refogar o azeite com a cebola às argolas, o pimento às tirinhas finas, o louro, o alho e os tomates cortados em pedaços pequenos. Juntar um pouco de vinho branco. Temperar com sal, pimenta, noz moscada e orégãos.
  3. Enquanto apura, temperar o atum com sumo de limão, pimenta e umas pedrinhas de sal. Dispo-lo no fundo de um tabuleiro.
  4. Lavar as batatinhas, cortar aos meio se forem grandes e colocá-las à volta do atum, no tabuleiro.
  5. Quando estiver pronto, verter o refogado sobre o atum e as batatas, tapando tudo. Vai ao forno pouco menos de uma hora, primeiro com papel de alumínio por cima (para não queimar), depois sem papel de alumínio (para tostar).
  6. Tacho com água ao lume. Quando ferver junta-se a macedónia. Temperar com sal se gostarem (eu gosto sem sal, para desenjoar do molho do peixe). Deixar ferver um pouco, sem ficar demasiado cozido.
  7. Escorrer, deitar água fria no passador, meter no congelador para ficar bem fria na hora de servir. Juntar umas gotinhas de sumo de limão ou vinagre, se gostarem.

Et Voilà! Um almoço cheio de proteína e ácidos gordos dos bons!


9 de ago de 2010

Arroz integral com legumes


Não ponho aqui os dedos (!) há muito tempo! Já acabei os exames e estou de férias....depois de duas semanas à boa vida, vamos preguiçosamente voltando aos tachos!

Hoje foi um clássico:

_ Peixe ou carne?
_Carrrrrrrrrrne!
_ Massa ou arroz?

_ Arroooooooooz! (Porque batatas fritas não era uma opção!)

E com amor, lá se mete umas coisinhas verdes no arroz e o que era trivial passou a ser original!


Rende
: 3 porções

Calorias
: 250 kcal

Tempo
: 45 minutos


Ingredientes
:
  • 300 g feijão verde
  • 250 g cogumelos frescos laminados
  • meia lata pequena de milho
  • 1 cebola
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de sopa de manteiga magra
  • pouco mais de meia chávena de arroz integral
  • sal
Preparação:
  1. Tacho com água até ferver.
  2. Enquanto não ferve, lavar os legumes. Cortar o feijão verde pequenino em juliana e cortar metade da cebola em meias luas.
  3. Juntar o feijão verde e os cogumelos laminados mais as meias luas de cebola à água fervente. Temperar com sal. Deixar cozer (sem ficarem os legumes muito moles) uns 15 minutos.
  4. Coar com um passador e reservar a água.
  5. Picar a outra metade da cebola. Colocar num tacho com uma colher de sopa de azeite. Deixar refogar um pouco sem queimar. Juntar 3 medidas bem cheias da água reservada (3 meias chávenas, neste caso). Só depois é que se acrescenta o arroz. (O arroz integral não se deve fritar!!).
  6. Deixar cozer uns bons 30 minutos.
  7. Passada esta meia hora, juntar os legumes já cozidos. Deixar cozer mais uns 10 minutos. No final, juntar a colher de sopa de manteiga.
Foi acompanhamento de umas costeletas de porco bem temperadas! E foi bem recebido!!