19 de jul de 2011

Presa de porco preto em vinagrete de ervilhas com puré de maçã e batata doce


Já devem ter notado pela ausência nesta altura do ano que ou estou em exames ou estou de férias. Segunda hipótese, não era sem tempo! E como nem de férias páro quieta, tem sido difícil passar por estas bandas.

Tirando as minhas habituais barras proteicas (uma receita nova a cada tentativa...numa de misturar tudo o que tenha proteína para dentro da Bimby até fazer uma massa comestível), não tenho pairado pela cozinha nestes dias. E quando calha é mesmo uma salada, uma omelete, qualquer coisa grelhada com legumes, as minhas panquecas matinais, as minhas papas de aveia, os meus batidos, as minhas batatas doces e mais nada.

Hoje fiz jantar para mim e para os meus pais, na tentativa de treinar para uma receita que (com muito amor) me requisitaram! Acho que me saí bem...e para quem não gosta de porco preto (acho muito gorduroso) estava bem bom! Inspirei-me numa receita que parece que foi a Cristina Ferreira que fez (lol) mas optei por grelhar a carne (aquela banha toda do porco preto não me passa a goela).

Rende: 3 porções
Tempo: 1 hora de marinada + 1 hora às voltas na cozinha

Ingredientes para a carne:
  • 500 g (1 embalagem) de presa de porco preto fatiada
  • 5 dentes de alho
  • colorau, sal, pimenta a gosto
  • vinha branco
  • 1 colher de sopa mal cheia de azeite
Ingredientes para o vinagrete:
  • meio decilitro de azeite
  • 1 decilitro de vinagre (reduzam se não são adeptos de vinagre como eu!)
  • meia lata média (uns 150 g) de ervilhas
  • sal e pimenta a gosto
Ingredientes para o puré:
  • 2 maçãs granny smith ou reineta (se as encontrarem...supermercados da terrinha são assim)
  • 2 batatas doces médias
  • sal, pimenta, noz moscada a gosto
  • 2 colheres de chá de manteiga
Preparação:
  1. Temperar a carne com sal, pimenta, alho picado, colorau e vinha branco e deixar a marinar no frigorífico durante uma hora.
  2. Juntar o vinagre, o azeite, as ervilhas, o sal e a pimenta e triturar tudo muito bem. Reservar no frigorífico. Basta uma hora para ficar frio.
  3. Descascar as maçãs e batatas doces e cozê-las ao vapor (usei a Bimby: 40 minutos, temperatura varoma, velocidade 1,5).
  4. Triturar tudo (velocidade 5), temperar com sal, pimenta e noz moscada e mexer.
  5. Juntar a manteiga, envolver e reservar o puré..
  6. Numa frigideira anti-aderente, escorrer a carne da marinada e grelhar de ambos os lados em lume brando. Reservar.
  7. Nessa frigideira, verter o molho da marinada e deixar reduzir até ficar cremoso. Regar a carne com o molho.
  8. Vai à mesa a carnunça, o puré e a molheira com o vinagrete.
Acompanhei com uma salada e com um risotto de espargos, que saiu muito bem e será a próxima receita.

E fiquem com a foto do resultado final. Poucas coisas conseguem ser mais lindas do que esta mesa bem recheada!

6 comentários:

  1. REALMENTE UMA LINDA MESA TUDO FEITO COM AMOR E RESPONSABILIDADE COM A SAÚDE !
    PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  2. Aguardo com expectativa a receita do risotto de espargos, que me parece divinal.
    Realmente acho o porco preto muito gorduroso...da ultima vez que comi, foi em restaurante e grelhado. Deveria ter 150gr e eu talvez tivesse aproveitado umas 50gr...
    Continuação de boas férias.

    ResponderExcluir
  3. Nunca provei porco preto, mas jà ouvi falar muito bem dessa carne, parece ser bem deliciosa, obrigado pela partilha, beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Catarina! A propósito de barras proteicas experimenta as receitas desta menina http://www.facebook.com/pages/Fierce-Forward/109129772443848. Já deixei este endereço no blog da joana que também costuma cozinhar receitas super saudáveis!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Que maravilha! A menina aprumou-se ;) Aguardo ansiosa a receita do risotto de espargos. Bj

    ResponderExcluir
  6. Catozinha exprimenta dares uma ligeira fervura aos espargos, e dp aproveitas o caldo para o risoto.
    Penso que melhoras o risotto

    ResponderExcluir