16 de jun de 2010

Chutney de nêsperas

Chutney é uma conserva condimentada indiana, que pode acompanhar pratos de carne, peixe, queijos, presunto ou simplesmente tostas. Pode-se fazer com fruta ou com legumes, sendo algumas das especiarias usadas o caril, cravinho, cominhos, gengibre, entre outras.

A ideia era oferecer um presente original a uma amiga. Juntando o útil ao agradável, acabei com as nêsperas da nespereira, que já estavam a secar!

Aqui por casa esta mixórdia é novidade e ainda deve demorar o seu tempo a integrar-se. Mas sei de uma casa onde vai ser bem recebida! Para breve fica prometido um lombo de porco com chutney de nêsperas. Para já fiquemos apenas pelo chutney, que me demorou umas três horas a apurar mas que, gostando eu das compotas apuradinhas, só pode ter valido a pena!

Rende: 4 frascos grandes
Calorias: ronda umas 180 kcal por porção de 100 g
Tempo de preparação: meia tarde


Ingredientes
  • 1,5 kg de nêsperas peladas e descaroçadas, cortadas às metades
  • 500 g maçã reineta
  • 500 g cebolas
  • 100 g passas de uva
  • 0,5 L de vinagre de cidra
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 350 g açúcar amarelo
  • 2 colheres de chá bem cheias de caril de boa qualidade
  • 5 paus de canela
  • pitada de cravinho em pó
  • Pimenta de moinho de boa qualidade
  • 1 colher de chá de gengibre ralad0 (não usei)
  • 1 colher de sopa cheia de mostarda de sabor intenso
  • 2 colheres de chá de sal
  • 0,5 L de água
  • 1 limão
Preparação
  1. Depois de arranjadas as nêsperas, colocá-las numa tigela grande, espremer meio limão e envolver bem
  2. Descascar as maçãs e ralar. Espremer a outra metade do limão e envolver.
  3. Ralar a cebola.
  4. Picar metade das nêsperas. A outra metade ficam às metadinhas.
  5. Colocar as nêsperas, a cebola e a maçã num tacho largo. Cobrir com a água e deixar ferver 20 minutos.
  6. Passado este tempo, adicionar as passas, o açúcar, o mel, os paus de canela, a mostarda, as especiarias, o sal e o vinagre.
  7. Deixar ferver a lume alto durante 30 minutos.
  8. Baixar o lume e deixar apurar até perder todo o líquido, sempre em lume baixinho e mexendo de vez em quando.
  9. Nesta última fase, pôr uma panela grande ao lume com água e umas gotinhas de vinagre. Escaldar frascos de vidro e tampas na água fervente. Retirá-los e deixar secar (têm de estar bem secos).
  10. Quando o chutney estiver sequinho, colocá-lo nos frascos. Tapá-los de imediato e dispô-los sobre um pano, com a tampa virada para baixo. Gurdar num local seco e fresco. Pode chegar a manter-se em bom estado durante um ano!
Dizem os entendidos que só se deve servir o chutney um mês após ter sido feito, altura em que os sabores estão bem activos. No meu caso, utilizei poucos dias após a confecção...e estava bom na mesma. Daqui a um mês talvez ainda haja!! ;)

3 comentários:

  1. gostei mto de visitar este blog. receitas muito boas. vou voltar. se quiser visite tambem a minha cozinha em http://ensaiosculinarios.blogspot.com
    beijocas

    ResponderExcluir
  2. ficou com um aspecto bem apetitoso.bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi. Só agora pude vir fazer uma visita.
    Adorei teu blog. O nome é show, ainda mais quando sabemos a explicação.
    A receita muito suculenta.
    Gostei do espaço e serei presença garantida.
    Bjs

    ResponderExcluir